tipo de vidro

À prova de balas, temperado ou resistente: qual é o tipo de vidro ideal para o seu carro?

Posted on Posted in Sem categoria

Quando nos deparamos com anúncios de automóveis, somos informados sobre os novos designs, funcionalidades e recursos de segurança de cada um deles. Porém, um detalhe raramente mencionado durante essas propagandas é o tipo de vidro usado no para-brisa e janelas ao redor do carro em questão.

Ocorre que o vidro que envolve esses veículos foi projetado e fabricado para a segurança do motorista e passageiros. Logo, é uma boa ideia saber que tipo de janelas seu carro tem e se elas são apropriadas para a função que ele exerce no dia a dia.

Se você transporta o Presidente da República, por exemplo, o ideal é que ele seja à prova de balas. Agora, caso seu trabalho exija percursos próximos a ribanceiras ou rios, a melhor opção é o vidro temperado. Porém, não se preocupe. Vamos falar um pouco sobre cada um deles ao longo deste post.

Embora os vidros automotivos tenham praticamente a mesma aparência de qualquer outro tipo de vidro, eles funcionam de formas bem diferentes. O vidro usado no para-brisa do seu carro, para se ter ideia, é muito diferente do vidro usado em janelas de residências e prédios comerciais.

Na maioria das construções, as janelas são feitas de um tipo padrão de vidro que, quando quebrado, se estilhaça em pedaços extremamente grandes, afiados e perigosos. Contudo, essas janelas não recebem a mesma tensão que um veículo em movimento.

Um carro, durante qualquer tipo de percurso, pode encontrar muitos buracos, pedras e, infelizmente, outros veículos e pessoas. Por causa disso, existem alguns tipos diferentes de vidro de segurança para proteger tanto a estrutura do veículo, quanto os passageiros. Vamos conhecê-los primeiro para, depois, identificarmos qual é a melhor opção para o seu carro?

Laminado

O vidro laminado é feito a partir de duas mais lâminas (ou mais) de vidro intercaladas com uma camada de material plástico – Polivinil Butiral (PVB) ou de Etil Vinil Acetato (EVA) -, como um sanduíche. Essa combinação é selada por uma série de rolos de pressão e depois aquecida para que uma ligação química seja criada entre os dois.

Embora não seja “inquebrável”, esse tipo de vidro é fabricado para suportar impactos extremos sem quebrar, de forma que os cacos saiam voando, aumentando a segurança dos passageiros e eliminando as chances destes serem ejetados para fora do carro em caso de colisão. Além disso, ele também consegue absorver o impacto dos airbags, mantendo a pessoa segura dentro do veículo.

Temperado

Mesmo que as janelas laterais e a traseira possam ser de vidro laminado, a probabilidade de elas causarem algum impacto mais grave durante um acidente é baixa. Por esse motivo, a maioria dos modelos costuma usar vidro temperado para essas janelas.

Ele é fabricado por meio de um processo de aquecimento e resfriamento rápido. A superfície do vidro esfria muito mais rápido que o seu centro e se contrai, causando tensões de compressão. Enquanto isso, o centro do vidro se expande por causa de sua temperatura, produzindo tensões de tração.

Imagine, então, um pedaço de vidro que pode ser puxado ou esticado até um determinado ponto (tensão de tração) enquanto é empurrado para baixo e comprimido (tensão de compressão) ao mesmo tempo. Esse processo, alcançado por meio da variação rápida de temperatura, dá ao material uma resistência 10 vezes maior. Além disso, em caso de quebra ou colisão, ele se quebrará em milhares de peças não afiadas.

À prova de balas (blindado)

Mais corretamente chamado de vidro resistente a balas (porque nenhum vidro é totalmente à prova de balas), ele é feito por múltiplas camadas de vidro resistente intercaladas com plástico (como o Laminado). Às vezes, usa-se uma camada interna final de policarbonato (um tipo plástico mais resistente) ou plástico filme para evitar a fragmentação dos pedaços.

Quando uma bala acerta um vidro desses, sua energia se espalha lateralmente pelas camadas. Como a energia é dividida entre diferentes peças de vidro e plástico e se espalha por uma grande área, ela é rapidamente absorvida. A bala diminui tanto que não tem mais energia suficiente para atravessar – ou causar muito dano caso consiga.

Ele vem em diferentes formas e tamanhos, e pode oferecer proteção para várias situações distintas. É mais provável que você o encontre em lugares como bancos, casas lotéricas, veículos oficiais do exército e governo, etc.  

O único problema é que, quanto mais espesso for o vidro à prova de balas, mais pesado ele se torna. Isso pode não ser um problema no caso de um banco, por exemplo, mas é certamente algo a se ponderar quando você transporta uma figura importante como um presidente ou o papa.

Além disso, ele também se torna um pouco mais opaco, podendo prejudicar a visibilidade do motorista.

Como saber, então, o tipo de vidro ideal para o seu carro?

A verdade é que essa escolha depende muito do serviço que você presta. Afinal, a combinação clássica é, de fato, a mais recomendada: laminado no para-brisa e temperado nos vidros laterais e traseiro.

Porém, é importante ressaltar que o uso de vidro laminado no para-brisa é o único obrigatório. Apesar de ser útil contra arrombamentos, ele dificulta o resgate/fuga em casos de incêndio e mergulho em rios.

Logo, se você trabalhar em áreas de risco, onde seu veículo pode ser roubado, usar o laminado em todo o carro pode ser interessante. Contudo, é importante ficar ciente dos riscos.

Por fim, se sua ocupação exige segurança máxima, o vidro blindado é a melhor opção. Lembre-se, no entanto, de que o preço é bastante alto e o peso, também.

Agora que você já sabe tudo sobre vidros automotivos e qual é a melhor alternativa para o seu veículo, que tal compartilhar esse post em suas redes sociais e acompanhar nosso BLOG para ficar expert neste e em outros assuntos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *